Simplesmente Ciana

Cabia em minhas mãos


    Cabia em minhas mãos um pouco de ti
    Teu choro
    Teu riso
    Sua boca em meu seio.

    Cabia em um cercadinho
    Seu engatinhar
    Brinquedos
    Você pequenino.

    A vida passou
    Você cresceu
    E já não coube em meus braços
    E demos as mãos.

    O tempo não para
    Cresceu mais ainda
    Largou minha mão
    E seguiu.

    Sinto tanta falta
    Falta de você
    Falta do cabia
    Cabia em minhas mãos um pouco de ti.


    Ciana Andrade





 

 

Blogger Widgets

Sou finalista do EBSA AWARDS 2017!!!


Oi gente! Eu estou muito feliz. Fui indicada como finalista para o prêmio literário do EBSA Awards. Para quem não sabe o que é o EBSA (Encontro de Blogueiras da Simone Aline), ele é o maior encontro de blogueiras do Rio de janeiro, idealizado com muito carinho pela mãe das blogueiras, a Simone Aline. Sinceramente pra mim é o maior encontro de blogueiras do Brasil, sendo referência pela organização e carinho que ela tem com as blogueiras, youtubers, e demais influenciadores digitais.

O EBSA já está na sétima edição, o primeiro foi realizado em 2012 e desde então só tem crescido. No ano passado trouxe uma novidade, o EBSA Awards, que premiou os melhores talentos da internet, e esse ano a segunda edição da premiação conta com 18 categorias, com três finalistas cada e o ganhador será escolhido por votação popular.

Bom eu não sou famosinha, não sou hiper mega conhecida e não tenho como recrutar a minha família inteira para votar em mim. rsrs A minha família é pequena e a maioria já com idade e sem acesso à internet, então só estou contando com ajuda de vocês. Então se vocês gostam do que eu escrevo, digo os meus textos autorais, votem em mim. Pode votar quantas vezes quiser, basta clicar em VOTAÇÃO EBSA AWARDS 2017.

Você irá encontrar um formulário com as 18 categorias, basta abrir e votar em seus preferidos. 



Esta é a categoria que estou concorrendo. Quer me ajudar? É só me marcar Luciana Andrade.



No final basta clicar em SUMIT.


Prontinho! O voto já foi computado e se quiser votar de novo, é só clicar em Sumit another response. Abrirá o formulário novamente e aí repete o mesmo procedimento.



Por incrível que pareça, tem gente que não está acostumado a responder esses formulários e se perde, então fiz o o passo a passo para aqueles que não sabem. 

O evento vai ter stands de várias marcas, workhops e muita interação. É um momento de aprendizagem e divertimento. Espero trazer o troféu, pois é a segunda vez que sou indicada, mas se eu não ganhar já é uma honra ter sido indicada.

Depois vou contar tudo o que rolou por lá. Posso contar com o voto de vocês? A votação se encerra no dia 1, pois o evento vai acontecer no dia 6 de maio. Então corre lá e me ajudaaaa.

Até o próximo post.
Beijinhosss
Namastê!

Blogger Widgets

Meu tic-tac


Muitas vezes eu desejei que o dia tivesse mais que 24 horas porque nunca consigo dar conta de tudo que preciso fazer. É tanta correria e sempre reclamo que nunca tenho tempo pra nada, parece até que os ponteiros são mais ligeiros nas horas que deveriam ser lentos e outras vezes andam como tartarugas quando deveriam chegar em primeiro lugar na corrida de fórmula 1. Confesso que não tenho uma relação muito amistosa com o relógio.

Me vejo perdida entre segundos, minutos, horas, enfim me vejo num labirinto e tendo meus passos cronometrados mas não consigo sair dele, nem de dia e nem de noite. Raramente uso algum relógio no pulso, embora eu ache um acessório lindo, eu tenho a sensação de estar usando uma pulseira controladora. Entretanto, não me livro do controle porque não sei viver sem o celular e por onde eu passo sempre tem algum pendurado na parede,  ele está na tela do computador e nos pulsos das pessoas. Então não tem por onde escapar, querendo ou não ele está por aí, seja fisicamente ou dentro da minha cabeça.

Sim dentro da minha cabeça! Tenho um tic-tac interno que mais parece TOC. Talvez seja pela ansiedade que me consome e que costuma querer dar uma volta no tal tempo.
 
Eu queria ter o poder de controlar o tempo mas como isso não é possível vou levando a vida do jeito que dá, com conquistas e frustrações. Tentando lidar com os efeitos da minha impotência quando estou deitada na minha cama ou vendo a vida passar pela vidraça embaçada. Os outros em movimento e eu ali estática, pensando, pensando.

Será que isso acontece só comigo? Tem mais alguém perdido por aí? Eu consigo me perder dentro do meu próprio quarto, fico rodeada de papéis. Sei várias fórmulas matemáticas porém nenhuma até hoje resolveu o meu problema. Nenhum gênio conseguiu criar uma fórmula para resolver o problema do tempo, ou melhor o meu problema.

A bagunça externa em que me encontro é apenas o reflexo da minha confusão interior. Eu vejo, os outros também veem o que está aqui fora, mas aqui do lado de dentro é tanta poeira e desordem. Até que um dia percebi que mesmo que o dia tivesse 48 ou 72 horas não ia adiantar. O problema não é o tempo e sim eu.

Resolvi parar, respirei fundo e larguei essa minha compulsão por culpas.Comecei a me deslocar mentalmente, não procurei motivos, procurei saídas. Algumas portas estavam trancadas, eu bati mas ninguém as abriu. Outras apenas virei a maçaneta e abri, e umas tinha algum sensor de movimento porque assim que me aproximei abriram sozinhas.

Assim fui mudando essa relação que por pouco não culmina em crime passional. De entre tapas e beijos, antes mais tapas para um namorico de idas e voltas. Não consigo fazer tudo ainda, provavelmente essa perfeição seja inatingível mas tenho aberto muitas portas, não fui pole position, nem sempre subo no podium mas já me molhei de champanhe por aí e sinto uns pingos na minha boca. Nunca foi importada, rola mais uma sidra para comemorar sabe.

Meus passos não possuem exatidão, ando dançando conforme a música, ora lenta, ora mais agitada. Sem pensar muito no amanhã exageradamente, e sim pensando no que eu posso fazer hoje para o meu dia ser melhor. Não me afundo em culpas, não olho a grama do vizinho e muito menos me preocupo com os julgamentos alheios.






Este post faz parte de um desafio de um grupo muito querido, o Café com Blog


Blogger Widgets

Não sou a única


Acho que é impossível não fazer comparações, a gente se esforça mas em algum momento acaba fazendo mesmo sem querer. E pensando em meus relacionamentos acabados, pensei no dia do meu casamento, onde nem tudo foi perfeito porém era o meu dia, meu dia de princesa, afinal noiva sempre quer ser princesa mesmo que não seja da Disney.

Ficar remoendo o passado não é meu hábito mas as vezes ele vem à tona, principalmente quando a vida das pessoas desperta a tal comparação. Entre eu ela. Errado! Entre mim e você. A norma culta está aí para colocar tudo nos seus devidos lugares, quem dera que colocasse a vida e os pensamentos em ordem também, mas nessa dança das cadeiras alguém sempre fica de fora quando a música termina.

Será que quem pega o tão sonhado buquê será a próxima a casar? Sinceramente eu não sei se isso é verdade, simplesmente segui a tradição. Só lembro de alguns trechos desse episódio, o restante o tempo apagou quando sobrou só uma cadeira e eu me vi sentada nela repousando. Ora, ora andar de salto cansa. 

As coisas não ocorreram como o esperado, o príncipe virou sapo. Não sei nem quem fez o feitiço, entrei na carruagem sozinha e desci em um reino longínquo, não tão cor de rosa. De princesa passei a ser rainha sem reino, rainha apenas da minha vida. Eu poderia ir para frente ou para trás, para direita ou para esquerda, ou na diagonal mas ao contrário do que acontece no xadrez eu poderia pular qualquer peça, afinal sou dona do meu nariz e do meu corpo inteiro. Pulo casas, amarelinha e pessoas quando é preciso, mas sempre quis estar com uma peça só, aquela única mas isso não depende só do meu poder.

Com a modernidade fui ganhando poderes de observação além da minha vista não tão precisa, já que amargamente sou perseguida pela miopia. Virtualmente só preciso de minhas lentes de contato para alcançar relatos de perfeição de amores a quilômetros de distância. Beijinho pra cá, self pra lá, viagens, vídeos e aquela frase de te amo eternamente, idas à igreja e assim estão a esfregar a tal perfeição amorosa sobre nós. E eu cá pensando com meus meus botões ou na verdade seriam minhas teclas?

Não fui consumida pela inveja e nem sofro de "comparicite". Creio que as redes sociais contribuem muito para que essa tendência natural do ser humano seja ainda mais estimulada, entretanto também ajuda para que possamos pensar em nós e não nos outros somente. Pode ser que o "tão feliz" do outro não te incomode como a princípio possa até parecer, mas te leva a pensar em muitas questões.

Nem sempre o que se expõe é real, nem sempre é recíproco e muito menos é permanente. Após algum tempo notei que fotos do facebook e instagram foram excluídas, os vídeos sumiram, assim como os comentários fofos. Agora me deparo com  postagens que parecem indiretas para o sapinho e outras de empoderamento feminino.

Já vi isso outras vezes, mas confesso que aquele "casal perfect" me chamava a atenção, sobretudo pela atitude dela, embora ele não pareça ter sido forçado a nenhuma demonstração de amor, a exposição sempre chegava a mim por parte dela, até nas inclusões do mesmo em suas atividades notórias. Um ar de superioridade em relação aos outros, até o "Mô" era diferente do meu, do seu e dos outros. Certamente que ninguém é igual porém a entonação era meio estranha.

A timeline deixou de ser fofura, até o filho de quatro patas sumiu. Não sei com quem ficou o bichano, agora é só trabalho, trabalho e trabalho. Não acho que a vida pessoal tenha sido colocada de lado, talvez seja a forma encontrada para evitar perguntas, o status foi mudado, não passou a ser solteira, só não menciona mais. Tentar se preservar após o juramento tenha saído da igreja e ecoado para milhares de pessoas não é uma tarefa muito fácil. Pode sair das profundezas e perguntar:
_ Você separou?

 De repente, podem se fingir de cega, surda e ignorar. Quem sabe um bloqueio resolva, poupa tempo e é uma ótima opção para se livrar dessas pessoas.

Aí entra bom senso, certas coisas não precisam ser faladas, nós já percebemos. Para que tocar no assunto ou na ferida do outro não é? Cada um tem a sua história, nos encontramos em outros reinos, seguimos outros rumos, alguns com desfechos inesperados e outros com a permanência no feliz para sempre real ou fictício.

Eu percebi que não era só eu, nunca serei a única. A felicidade eterna não existe, o que ocorre são momentos de felicidade. Pode ser que a história teve o tempo certo para ser lida e  que você feche o livro, ou eu passe a diante e escreva  outros. Você pode deixar a janela fechada,  ou aberta  para que os outros vejam a sua vida momentaneamente feliz, pode inventar o que você quiser caso queira, ou deixar uma fresta apenas. Tudo depende de você, só não pode controlar as interpretações alheias.

Sabe, eu não tive muito o que apagar. Sou de outro tempo, outro reino. Eu só rasguei algumas fotos. Estou na trilogia, se encerra dessa forma aí eu não sei dizer.




Este post faz parte de um desafio de um grupo muito querido, o Interative-se.









Blogger Widgets

Alianças de Compromisso

alianças rubi

Oi gente! Quem já acompanha o blog sabe que eu escrevo poesias, e quem escreve poesias inevitavelmente fala de amor. Não tem jeito, não tem como fugir nem do amor na poesia e muito menos o da vida real. Ainda não chegou o dia dos namorados, mas resolvi falar antecipadamente sobre algo relacionado ao amor, aos namorados, então hoje o assunto é: alianças de compromisso.

As alianças ou anéis de compromisso foram moda nos anos 40 e 50, depois caíram em desuso e hoje em dia voltou com tudo, principalmente entre os jovens. É usada no dedo médio da mão direita assim como a aliança de noivado. Você encontra de aço, mas geralmente são de prata.

Para quem “namora sério”, e não quer logo noivar, porém tem planos para o futuro é com certeza uma bela opção de selar um compromisso. Já pensou dá um buquê de flores e dentro dele uma aliança de compromisso? Ah seria tão lindo e romântico... Ah, o amor está no ar...
  
Existem muitos modelos de alianças, polidas, jateadas, com frisos,  pedras, enfim é uma questão de gosto pessoal mesmo. Separei doze modelos no site das Lojas Rubi que tem tantos modelos lindos que foi difícil escolher.

Vamos começar pelo tradicional? Esse é um modelo tradicional de prata, larga e polida. Leben significa vida em português, foi inspirada na versatilidade alemã. Brilha muitooooo!
aliança Leben
Aliança de Prata Leben

Já esta é uma aliança larga porém de acabamento jateado.

aliança de prata your name pair
Aliança de Prata Your Name Pair


Essa é jateada e delicada, tem a opção de colocar o nome da pessoa amada na parte frontal da aliança. Achei diferente e interessante. Confesso que eu só tinha visto gravar o nome na parte interna.Um mimo de amor!
aliança de prata your name, aliança rubi
Aliança de Prata Your Name

Que tal misturar os dois estilos? Acabamento polido e jateado?  Essa foi inspirada no Panamá, um dos raros lugares do mundo que se pode apreciar o nascer do sol num oceano e o sol poente em outro. É dividida por um friso delicado na superfície.
aliança panamá, aliança rubi
Aliança de Prata Panamá



Ah e as alianças com pedras? Claro que também não poderiam faltar. Esse é um modelo que agrada muito, com 4 zircônias e lapidação brilhante.
aliança mall crystalis, aliança rubi
Aliança de Prata Mall Crystalis

Essa tem  acabamento polido e friso, com 8 zircônias de 0,5 mm.

aliança rubi
Aliança de Prata Forever Premium Crystalis



Essa tem um desenho reto, também com 8 zircônias.
 
aliança carcassone
Aliança de Prata Carcassone


Também encontramos com frisos em banhos dourados, tanto polidas como jateadas e a mistura dos dois acabamentos e outros modelos mais modernos.

Alguém já ouviu falar de Hector Berlioz? Berlioz foi um grande músico romântico autor da Sinfonia Fantástica e Grande Messe des Morts. Essa aliança foi inspirada nele, tem friso diagonal com banho dourado e acabamento polido.

aliança berlioz
Aliança de Prata Berlioz

Eu adoro Cora Coralina e ter uma aliança inspirada numa grande poetisa seria uma honra. Essa é jateada, com friso polido com dourado.
aliança carolina, aliança rubi
Aliança de Prata Carolina


Outro poeta sendo inspiração, agora é Pablo Neruda. Com dois frisos polidos com dourado e acabamento jateado.
aliança neruda
Aliança de Prata Neruda

Para quem prefere a reta, tem essa inspirada em outro poeta Nicolau Fagundes Varela.
aliança varela, aliança rubi
Aliança de Prata Varela



"Oi, tum, tum, bate coração..." Quem ama, o coração está batendo bastante e essa aliança representa um coração pulsante de amor. O desenho a laser das linhas cardíacas são um diferencial. É a delicadeza e modernidade numa só peça. 
aliança cardiac, aliança rubi
Aliança de Prata Cardiac

Para comprar estes e outros modelos de alianças basta clicar em  Lojas Rubi.
As Lojas Rubi parcelam em até 12 vezes sem juros, tem desconto de 15% para pagamento em boleto e opções de frete grátis. O site é fácil de navegar e tem todas as informações necessárias para que você possa efetuar a sua compra com segurança. Não sabe a medida do seu aro? O site disponibiliza duas maneiras de você saber a numeração correta da sua aliança, para saber mais basta clicar em Numeração de Alianças .
Além das alianças de compromisso, você encontra alianças de casamento, noivado, formatura, relógios e outras joias. A joalheria também oferece serviços como gravação e ajustes. Quer saber mais dá uma 👀 no site.
👇


E aí o que vocês acharam das alianças de compromisso? Qual que mais gostaram? Vocês usam ou já usaram alianças de compromisso? Me contem!

Até o próximo post.
Beijinhosss
Namaste!












Blogger Widgets


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *