Simplesmente Ciana: Vamos fazer um filme?

Vamos fazer um filme?


Fred Astaire e Ginger Rogers, estrelas dos grandes musicais da década de 30 - google


Acho que todo mundo já teve amores, tiram fotos de alguma forma para perpetuar o tempo e quem já passou por uma escola não esquece jamais o que se passou nela. Ah e o fim do mundo é todo final do dia da semana, acaba um e começa outro.

O sistema é falho, mas as pessoas do nosso convívio são legais. A vida em si é uma luta diária e talvez a morte não seja o fim da guerra. E vê quem me faz falta num filme me daria a oportunidade de rever sempre que eu quiser. 

Um filme para compartilhar com todos os meus sentimentos, pessoas que fizeram parte de uma fase de minha vida. Somos atuantes em nossas próprias histórias. Por que não?

Podemos ser de tudo um pouco, ou de um pouco um tudo. Ser humano ou animal, concreto ou abstrato, e até pura fantasia. Basta querer...

Quando bate aquela que “estou sozinho”, muitas vezes é só o momento porque tenho muitos amigos, talvez eu queira só a liberdade de escolher quem eu queira  ali comigo. Quero viver em paz, sem opressão, mas cercado como se todos fossem irmãos. É tudo muito é simples, é só se permitir compreender.

Tenho uma preocupação meio obsessiva ou apenas uma ideia fixa que depois de minhas quedas e depressão, a única maneira de imaginar a minha vida seria como um musical dos anos 30, aqueles musicais maravilhosos que alimentavam um imaginário de esperanças.

Acho que o amor do passado ainda não passou, o “eu te amo” anda meio desatualizado, na verdade eu só queria fazer um filme.


Ciana Andrade 







[Dia 17 de Abril] - WEDA 2016
Inspirado na música "Vamos fazer um filme" de Legião Urbana









Comentários do facebook
20 Comentários do Blogger

20 comentários:

  1. Que bom seria poder ter um filme gravado de nossas vidas como num reality... com nossas próprias edições! hahahaha
    E o "eu te amo" parece que ficou gasto, às vezes parece obsoleto... outras vezes inacreditável!
    Dos filmes antigos lembro daqueles que tinham até nado sincronizado, eram maravilhosos!
    Adorei teu texto.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  2. Acho que seria interessante! Poxa amiga aí, você a rainha da nostalgia que tal um post sobre os filmes antigos hein? Eu adoraria ver! bjs

    ResponderExcluir
  3. Eu amo essa música e o cotidiano que ela traduz. Lindo texto.
    💙💙💙💙

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Lu! Acho que não tem como não gostar de Legião Urbana, do Renato Russo. Aqui em casa meu marido é apaixonado, mas canta desafinado que só Deus na causa.rsrs

      Excluir
  4. Adorei o texto! E realmente, às vezes (acho que só às vezes mesmo), seria legal nossa vida ser um filme.
    Ah, e acho que até já comentei isso, mas eu achei a ideia desse projeto simplesmente incrível! *-*

    Bjs :*

    ResponderExcluir
  5. O eu te amo está desatualizado, mas é tão bom de ouvir né?
    Isso só nos mostra que nem sempre o desatualizado é ruim!
    Adoro Legião!!

    bjOO

    Blog Breshopping da Dany
    SORTEIOS Conheça também o Breshopping da Dany KIDS
    Instagram: @breshopping_da_dany
    Twitter: @brechodanylins

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim claro que é. Na crônica é a falta desse eu te amo e reviver o amor do passado. bj

      Excluir
  6. Adorei, apenas ♥ Quem dera pudéssemos criar um filme com nossa vida. Transformar nossa história em fantasia, ou talvez na mais pura realidade. Quem sabe em um romance de época. Seria incrível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, talvez o meu não seria um romance de época mas teria amores, acho que estou mais para novela mexicana.rsrs

      Excluir
  7. Realmente, ah como seria bom gravar os bons momentos né? Colocar um replay quando quisesse... como seria bom.. =/

    www.memoriasdeumaguerreira.com.br

    ResponderExcluir
  8. Adorei o texto! As vezes seria mesmo legal criar um filme da nossa vida! Gosto bastante dessa música, lindo post! Bjuus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legião é Legião né, ai sinto saudades pra mim é a melhor banda do mundo. bjs

      Excluir
  9. Amo seus textos, você escreve muito bem viu!
    Também gosto de imaginar minha vida como um filme, aqueles bem longo, cheio de surpresas, fantasia e com muitas cores ^^ Parabéns por mais um texto lindo!
    http://pequenomundodesarah.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. As vezes a nossa realidade parece tão eterea não é mesmo? escapa entre os dedos, e quando a gente vê... já foi.
    Mas o que seria da vida se não fossem os nossos sonhos e fantasias, só concreto e cinza.
    Adorei a reflexão ♥

    ResponderExcluir
  11. Acho que vou começar a printar meus comentários hahaha
    O que lembro é que tinha gostado muito do texto, mas que não concordava com a última parte.
    O "eu te amo anda desatualizado". Não acho, as pessoas continuam se amando tanto quanto antes, acontece que hoje temos liberdade de ir embora quando não da mais certo, afinal NADA é pra sempre. Hoje nosso amor tem mais liberdade e pra mim isso faz com que seja mais sincero.

    Bom, acho que tinha escrito mais, mas to com muita preguiça hoje hahaha desanimou muito isso de não tem conta do meu comentário :/
    Beijos, até o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nana no texto o eu te amo anda meio desatualizado quer dizer que continua amando o amor do passado. Concordo com você, só essa parte aí:Acho que o amor do passado ainda não passou, o “eu te amo” anda meio desatualizado, na verdade eu só queria fazer um filme. Significa isso, o amor do passado não passou, o eu te amo fico lá pra trás. bjs

      Excluir



Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *