Simplesmente Ciana: Que tal virar a página?

Que tal virar a página?

livro-livro aberto-nossavidaéumlivro-simplesmenteciana-cianaandrade-crônicas

Existem dias que começam tão diferentes. Parece até que acordamos já pensando em muitos porquês. Alguns descobrimos as respostas porém outros continuam povoando nossas mentes como incógnitas revoltadas.

Quem dera que fosse possível resolver tudo que nos aflige por meio de um sistema ou qualquer fórmula matemática, nem que fosse a mais complexa. Sei que a maioria não gosta de matemática mas se a solução de todos os nossos problemas dependesse dela talvez seria mais fácil, mas a vida não é assim.

A nossa história não está totalmente escrita, ou se está até hoje eu não li meu livro até a última página. Ah se eu achasse um rascunho para ser revisado ou tivesse acesso pelo menos à sinopse, aí eu teria uma ideia e ficaria mais tranquila ou teria a oportunidade de me preparar para algo que está por vir. O máximo que li foram algumas páginas pois o restante estava em branco.

Acho que parte da nossa vida já vem determinada porém os capítulos vão sendo escritos aos poucos. Não acredito em acasos mas creio que temos uma parcela sobre o que acontece conosco e ao nosso redor, o universo nem sempre conspira a nosso favor mas o nosso "eu" influencia o todo, assim como o todo também nos influencia. Claro que não determina a não ser que alguém tenha sofrido alguma lavagem cerebral.

As vezes fechamos o nosso livro inacabado, deixamos ele de lado no cantinho todo empoeirado. Ficamos sem vontade de abrir, seja por medo, comodismo ou por alguma doença que nos cerca mesmo que de forma momentânea. Nem todos querem arriscar, não temos certeza de nada do que pode acontecer então se aventurar é difícil.

O percurso possui meandros, vem chegando novos personagens assim como outros também se vão e aí temos que nos adequar e até sair da zona de conforto. O gênero não é totalmente definido, mesmo havendo a tendência de achar que tudo é um drama.

Chega uma hora que é necessário fazer aquela faxina, arrastar os móveis, tirar a sujeira debaixo do tapete e numa dessas faxinas encontramos o nosso livro, aquele com páginas amareladas pelo tempo. E diante desse achado só restam duas opções: ignorá-lo ou passar o espanador nele. Ou então ir mais além, abrir, reler, virar a página e começar uma nova escrita.

Virar a página é uma decisão individual. Não cabe ao outro decidir por nós, afinal a nossa vida nos pertence, embora seja preenchida também por outras pessoas. Entretanto, só nós sabemos a hora exata do nosso relógio emocional.

E com isso vem um turbilhão de sentimentos, passado que nem sempre passou, presente que já era passado, e o pensamento num futuro harmonioso nos invade de tal forma que não achamos uma explicação para os atos, realizamos até sem perceber.

É preciso ter coragem para virar a página, as vezes até uma mudança sutil na letra faz uma enorme diferença. As incertezas ainda farão parte, mas também não podemos esquecer que o estático permanente não contribui para o crescimento de ninguém e dá aquela mexidinha mesmo com uma colher de chá pode ter como resultado um sabor diferente e mais agradável. Para esquerda ou para direita tanto faz, só depende de você porque só você poderá dá o ponto certo na sua vida.


Ciana Andrade 




Este post é um desafio de um grupo muito querido o Café com Blog.


Comentários do facebook
26 Comentários do Blogger

26 comentários:

  1. Refleti bastante com esse texto, parabéns! 😃

    ResponderExcluir
  2. Concordo, às vezes mudar a página é necessário. Ainda que a mudança seja pequena.

    ResponderExcluir
  3. Sou uma verdadeira fã de livros, então adorei ler sobre a vida das pessoas como se fosse um livro. Pra mim, nossa vida é um livro maravilhso que está sendo escrito, mas que nunca será lançado <3 tem paginas que a gente pula, outras prefere deixar em branco...

    ResponderExcluir
  4. Acredito que eu nunca tenha vivido nos rascunhos, já que minha vida sempre foi tão louca e tumultuada, não dando tempo de 'passar a limpo'.
    Como naquela frase clichê 'ser o protagonista da própria vida' é algo que encaixa com o título!
    Parabéns pelo texto!
    A Bela, não a Fera | Youtube A Bela, não a Fera | Fã Page no Facebook

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ciana!
    Tudo bem?
    Nossa, a minha história já mudou tanto nesses últimos meses que às vezes me sinto até confusa rsrsrs
    Mas a vida é isso né, um ciclo.
    Um beijo,

    Hida :)

    ResponderExcluir
  6. Minha linda adorei o seu texto.parabens e sim temos que virar a página sempre. Quanto melhor pensarmos assim melhor.
    Beijos
    #ascariocasby

    http://www.luizamusela.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá lindona,
    sei como é complicado dar o primeiro passo e virar a página. Mas, é necessário muitas vezes para nosso próprio bem.
    Amo a maneira como você escreve seus textos.
    Beijocas.

    meumundosecreto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Complicadíssimo.rsrs Mas realmente é necessário. Obrigada Vanessa! bjs

      Excluir
  8. Ótimo texto, na verdade tds os dias devemos virar a página e aproveitar a oportunidade.

    #ascariocasby

    http://gisselynalves.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  9. Muito sábio seu texto, me fez refletir bastante, todos os dias é dia de recomeçar, de virar a página ! ❤️ #cariocasby

    ResponderExcluir
  10. Sou suspeita de falar, adoro o jeito que você escreve. Sabe amiga não acredito que as coisas estejam escritas, que nosso caminho já foi traçado antes de nascer. Tudo que fazemos gera alterações no percurso de nossas vidas, cada escolha, cada caminho e decisão diferente tomada. De vez enquanto fico pensando nisso, eu jamais seria o que sou hoje se não tivesse tomado a decisão de sair de casa aos dezoito anos e um ano depois ir se aventurar longe da familia. Não creio que isso esteja pre programado e ainda bem porque me dá uma autonomia enorme pensar assim, mas por cosequencia um sentimento muito forte de responsabilidade sobre tudo que deu certo ou errado. Notei que mudou algumas coisas no blog espero que seja uma virada de página maravilhosa para você. Um beijo. #AsCariocasBy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Dai! Quando digo pré determinado, falo por exemplo em nossos familiares, nós não escolhemos nossos pais. Eu não fui muito explícita nesse ponto. Agora todos nós temos o livre arbítrio, e vamos moldando nossa vida como um vaso de barro, conforme nossas decisões e vivências.
      Eu também não seria quem eu sou se tantas coisas não tivessem acontecido comigo, porém eu creio que mesmo a maioria ruins foram necessárias para o meu crescimento como ser humano.
      Ah, dei uma mudada sim. Mudei o nome.rsrs Vou tentar explorar outros assuntos além da escrita. bjs

      Excluir
  11. Adorei seu texto. Virar a pagina é muito importante, é preciso tomar decisoes. Parabens pela reflexao. Bjs
    #ascariocasby

    ResponderExcluir
  12. Às vezes paro pra pensar nessas coisas... Há uma palavra árabe, maktub, que significa "estava escrito". Porém todo o rascunho pode ser editado, não é mesmo?
    Ah, se eu pegasse o rascunho da minha vida... acho que além de arrancar algumas páginas (hahaha) mudaria algumas coisas... mas toda vez que eu penso em mudar coisas do passado, me dou conta que perderia muita coisa boa que tenho no presente.
    Se temos a chance de mudar o presente, para que o futuro seja diferente é sempre válido (e muitas vezes necessário) virar a página. E sabe-se lá se o "virar a página" também já estava escrito, né?
    Acho que nunca saberemos, enquanto isso ficamos com nossas teorias sobre a vida e os nossos rascunhos... hahahaha
    Amei teu texto, como sempre!

    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim amiga eu sei o que significa maktub, provavelmente estará na minha quarta tatoo.rsrs Estou pensando em Namaste ou maktub, as duas palavras têm um significado muito grande pra mim.
      Eu tenho uma amiga que tem uma página chamada maktub.
      Concordo com você. bjs

      Excluir
  13. Gostei da maneira como você comparou a vida a um livro. Acho que muitas vezes temos dificuldades de virar a página, colocar pontos finais. Muitas vezes para adiar o final de um capitulo nos pegamos fazendo uso de várias vírgulas e reticencias. Mas por conta disso perdemos a chance de nos aventurar com novas histórias que ainda estão sendo escritas.

    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir



Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *