Simplesmente Ciana: Cabia em minhas mãos

Cabia em minhas mãos


    Cabia em minhas mãos um pouco de ti
    Teu choro
    Teu riso
    Sua boca em meu seio.

    Cabia em um cercadinho
    Seu engatinhar
    Brinquedos
    Você pequenino.

    A vida passou
    Você cresceu
    E já não coube em meus braços
    E demos as mãos.

    O tempo não para
    Cresceu mais ainda
    Largou minha mão
    E seguiu.

    Sinto tanta falta
    Falta de você
    Falta do cabia
    Cabia em minhas mãos um pouco de ti.


    Ciana Andrade





 

 

Comentários do facebook
20 Comentários do Blogger

20 comentários:

  1. que poema lindo *-* ainda não tive essa experiência de cuidar de outra pessoa assim, e vê-la crescer, deve ser feliz e triste ao mesmo tempo.

    Com amor,
    Bruna Morgan

    ResponderExcluir
  2. Aí que fofo!!! É bem isso mesmo!! Não sou mãe e nem tenho a pretensão, mas moro com meu sobrinho de cinco anos, me emociono com a evolução dele!!

    Lindas palavras!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Eles crescem rápido demais.rsrs bjs

      Excluir
  3. Que poema lindo, Ciana! Eu não sou muito de poema e nem sou mãe hehe, mas me senti verdadeiramente tocada pelo teu poema. Parabéns mesmo <3

    Beijos, Vickawaii
    http://www.neverland.com.br

    ResponderExcluir
  4. Lindo seu poema!!! Adoro encontrar blogs mais assim com lado de textos, poesias, e o seu é otimo!!! Sucesso

    ResponderExcluir
  5. Lindissimo esse poema... Ainda não sou mãe mas sonho com isso, e tenho certeza de que o sentimento de ver um filho crescendo deve ser exatamente assim... Sinto um pouco disso com meus afilhados.. rs Amei! bjs

    ResponderExcluir
  6. Ai que lindo esse poema, cheio de amor <3 Deve ser uma dor e uma alegria ver os filhos crescendo, né? Um misto de sentimentos que deu para sentir na sua escrita.
    Amei!
    Beijos,
    http://www.nomundodaluablog.com/

    ResponderExcluir
  7. Que gracinha de poema, revelando o crescer sob o ponto de vista dos pais. <3
    Como diriam, os filhos são criados para o mundo e não para os pais, faz parte da vida deixá-los seguir o próprio caminho.
    xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade! Mas o problema é que sempre existe essa sensação, os pais sentem falta mesmo. Bom, acho que a maioria né.rsrs Bjs

      Excluir
  8. Ciana, que poema lindíssimo! Não sou mãe, mas tenho um sobrinho e é exatamente esse sentimento ao ver ele crescendo cada dia mais. ♥

    Prazer, Jéssica

    ResponderExcluir
  9. Ai Ci... que dor no coração!
    Toda vez que penso em morar sozinha ou algo assim me pego pensando nisso que você disse... neste sentimento de saudade. Ai, tenho uma dó de causar algo assim nos meus pais!
    Ai menina, que texto!!! hehe

    Beijos!
    Andréia Campos
    http://petitandy.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah lindona, eu creio que mesmo os pais tendo consciência que criam os seus filhos para o mundo, sempre existe essa sensação. Tem hora que bate esse sentimento. bjs

      Excluir
  10. Que poema lindo.
    Ainda não tenho filhos, mas dizem que a melhor fase é de quando são pequenos.

    www.doceestranheza.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! A gente sente falta quando são pequenos mesmo. Bjs

      Excluir



Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *