Simplesmente Ciana: Dica para recuperar os cabelos de um corte químico

Dica para recuperar os cabelos de um corte químico



corte químico, cabelos danificados, cabelos quebrados e sem brilho, óleo de coco

Oi gente! Hoje eu vim falar sobre cabelos, mais precisamente sobre corte químico. Eu nem sabia do que tratava até sofrer um e confesso que fiquei a-pa-vo-ra-da. Você já ouviu falar? Sabe por que acontece?

O corte químico ocorre quando utilizamos químicas incompatíveis nos cabelos ou por excesso de processos químicos, como por exemplo alisamentos e colorações. O corte químico resulta em uma quebra agressiva do cabelo, ele fica elástico, áspero, sem brilho, com pontas duplas e pontinhos brancos, e também queda.

No meu caso não foi o uso de químicas incompatíveis, e sim o uso em um curto período de tempo de processos químicos. Eu fiz uma escova progressiva que escureceu as minhas luzes, de mechas loiras fiquei parecendo um mico leão dourado. Em seguida fiz uma matização que não resolveu, acabei ficando insatisfeita com o resultado e depois de uma semana eu quis refazer as minhas luzes pois eu acreditava que só refazendo seria possível voltar ao tom que estava. Então eu refiz as luzes, o cabelo ficou numa cor bonita, mas quebrou muito, ficou elástico e com o aspecto que eu chamo de “espigado”, ou seja, tipo palha. Eu quis consertar o cabelo de forma rápida por causa do evento que eu ia, fica difícil a gente ir em um lugar se sentindo mal com o cabelo, mas se arrependimento matasse era melhor eu continuar um mico leão dourado.

Olhem o cabelo como ficou horrível, a imagem abaixo o cabelo ainda estava com luzes, foi somente lavado e sequei com secador, não usei a prancha.

óleo de coco, cabelos quebrados, danificados, cabelo danificado

Dá para perceber como o meu cabelo está danificado, parecendo uma palha, quando eu passo a prancha disfarça mas é aquela sensação de esticar um elástico grosso. Deixei sem passar a prancha para que pudessem ter a real noção do corte químico.

Depois do estrago, tudo que ouvi foi que não tinha uma solução imediata, só tratar do cabelo, esperar ele crescer e cortar a parte danificada, aí quase morri. Aí começou a minha busca louca, fiz hidratação e reconstrução em salões, mas não adiantou porque depois quando eu lavava ficava horrível. Comprei uma máscara de reconstrução indicada, e apesar de ser uma marca de uso profissional, foi dinheiro jogado fora porque o meu cabelo não absorvia, parecia que estava morto.

Eu parei de usar franja porque a parte da frente e no alto da cabeça foram as partes mais atingidas, era uma tortura toda vez que eu lavava, eu via cabelos caírem e quando secava era uma palha seca, acho que se riscasse um fósforo incendiava toda a casa.

Máscaras de hidratação não faziam muito efeito, pareciam que nas partes atingidas pelo corte o produto não entrava, o meu cabelo só ficava com brilho na parte que não sofreu o corte químico. Isso me dificultou fazer as resenhas dos produtos de cabelos que ganhei porque nenhum ia servir, não porque o produto era ruim, era o meu cabelo que estava tão ruim que não absorvia quase nada, e foi aí que conheci o meu salvador: o óleo de coco.

óleo de coco para tratar os cabelos

Poxa eu gastei horrores em tratamentos e produtos, e sinceramente pouco ajudou a melhorar a situação, aí pensei ah vou testar, se for ruim pelo menos é um produto barato, não vai doer tanto no bolso como os demais. Procurei o óleo de coco em uma farmácia de manipulação porque lá tinha mais variedade de marcas, claro que peguei o mais baratinho.rsrs Esse custou R$ 13, 90. 

O óleo de coco  extra virgem é um produto 100 %  natural e não tem contraindicações. Segundo a embalagem, o óleo de coco é rico em gorduras que favorecem o esvaziamento do estômago ajudando na digestão e função intestinal, auxilia no emagrecimento, reduz o mal colesterol, aumenta o sistema imunológico, tem ação de antienvelhecimento, melhora o funcionamento da tireoide, auxilia no tratamento de diabéticos, funciona como um condicionador natural para a pele e cabelos.

E aí como usar nos cabelos? Vamos usar para fazer a umectação! A umectação não é nada além de um banho de óleo, é a mesma coisa, só tem o nome diferente. Bom eu testei de muitas formas, fazendo a umectação noturna e retirando no dia seguinte, fiz de dia, deixei mais e menos horas, mais e menos quantidade de óleo, esfreguei o óleo nas mãos para que o atrito aquecesse o óleo, e cheguei até usar na raiz para massagear o couro cabeludo e ver se depois a raiz não ia ficar oleosa demais.

Eu não senti diferença em friccionar o óleo nas mãos, mas quanto mais tempo deixar no cabelo é melhor, mas acho um pouco incômodo usar a noite e dormir nos cabelos, mas essa foi a forma que mais teve resultado, creio que não foi por causa do período e sim do tempo que fiquei com óleo, porque quando deixei o mesmo tempo no período diurno foi a mesma coisa. Não gostei de usar na raiz, demorei mais tempo para retirar o produto e mesmo assim ainda fiquei com a sensação de ainda ter óleo na raiz. Muita quantidade só dá mais trabalho para retirar, não é a quantidade que é primordial e sim o tempo e a maneira que passamos. Usei o óleo com o cabelo seco e sujo, sinceramente não vejo o porquê fazer umectação com o cabelo limpo. Se alguém faz assim me diz o porquê, se faz alguma diferença.

Então depois de muitos testes essa foi a melhor forma de fazer a umectação para mim. Vou passar para vocês.

MODO DE FAZER A UMECTAÇÃO:  Com os cabelos secos, separe os cabelos em pequenas mechas. Coloque uma pequena quantidade de óleo de coco na palma das mãos e passe no comprimento dos cabelos, enluvando-os. Coloque mais óleo quando sentir que seja necessário, enluve bastante cada mecha. Depois coloque um saco plástico na cabeça, e em seguida uma touca metalizada.Se conseguir fazer a umectação noturna é melhor, caso contrário deixe agir por no mínimo 8 horas. Lave os cabelos com o shampoo, repita o processo se for necessário para retirar qualquer resíduo de óleo, e finalize como desejar. 

Você irá sentir a diferença na primeira vez que usar, o cabelo fica macio, com brilho e absorve melhor qualquer produto que você colocar.

Depois de tudo que passei eu resolvi que queria voltar a ter os meus cabelos no tom natural, também não tenho nem tempo e nem dinheiro no momento para manter minhas luzes, então eu pintei os cabelos de castanho escuro, só que como estava ainda com as luzes, conforme eu fui lavando desbotou um pouco, o que é natural para quem tem partes mais claras. Eu continuei a fazer a umectação no mínimo 2 vezes por semana. Olha como ficou!



Embora a foto anterior eu ainda estava com a luzes dá para perceber que melhorou bastante, o meu cabelo diminuiu a queda, ficou brilhoso, os fios ficaram alinhados, e agora ele absorve as máscaras, o que não estava ocorrendo. Essa imagem eu fiz a umectação, lavei duas vezes com shampoo para retirar todo o óleo, em seguida usei uma máscara por 3 minutos no banho, passei um termo protetor e sequei com o secador. O cabelo não está pranchado. Os fios em pé, foram os fios que quebraram, passando uma pomada modeladora disfarça. 

O óleo de coco que usei foi da Néctar Derivados de Mel e Gêneros Alimentícios Ltda, como eu disse era o mais em conta, agora que vi que realmente funciona, irei em breve testar outras marcas para que possa fazer uma comparação.

Sei que aos poucos meus cabelos irão voltar a ser saudáveis, muitas vezes são pequenas coisas que fazem a grande diferença, estou fazendo uso da umectação e de boas máscaras de tratamento. E em breve irei começar o meu cronograma capilar. Para recuperar totalmente leva tempo, mas não posso negar o milagre que esse óleo fez na minha vida.

E aí alguém já fez umectação com óleo de coco? Fazem com outro tipo de óleo? Me contem!
Até o próximo post!
Beijinhosss 






Este post faz parte da Blogagem Coletiva Relâmpago do Grupo Interative-se!







Comentários do facebook
12 Comentários do Blogger

12 comentários:

  1. Nossa imagino o seu desespero eu mesmo Morro de medo de fazer qualquer procedimento químico no meu cabelo então prefiro deixar ele quietinho rsrsrsr mas que bom que você esta conseguindo recuperar ele

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aos poucos né, o óleo de coco realmente tem melhorado o aspecto, não vejo a hora de me livrar desse corte químico por completo.

      Excluir
  2. Oi!
    Menina, que desespero!😢
    Os cabelos são parte essencial da nossa autoestima, consigo imaginar a sua frustração... Mas, graças a deus, quando se trata de cabelo nada é permanente! Que bom que a umectação te dei tanto resultado! Eu uso essa técnica pelo menos 1x no mês e, realmente, os fios agradecem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Eu estou fazendo de 2 a 3 vezes na semana, depois irei reduzir a medida que o cabelo está melhorando. Espero chegar a usar 1 vez no mês também quando estiverem saudáveis. Bjs

      Excluir
  3. Graças a Deus nunca passei por isso mas achei super interessante e importante pq é coisa que pode acontecer!

    ResponderExcluir
  4. Nossa acredito quando deve doar em saber que o seu cabelo não estava bem,minha mãe passo por isso hoje graças a Deus o cabelo dela esta grande e saudável.É por isso que temos que cuidar bem de nosso cabelos em relação às pinturas e químicas.Adorei a receita!!

    ResponderExcluir
  5. Tive uma amiga querida que passou por isso e olha, não desejo mesmo a ninguém. Nosso cabelo é nossa vaidade, né? E detona-lo porque tentamos ficar mais belas, parte o coração. Ainda bem que a gente sempre da um jeito e cabelo cresce... Bom post. Beijos, sucesso!!!

    ResponderExcluir
  6. Nossa deve ter sido muito difícil pra voce,nunca passei por isso mais deve ser desesperador.

    LEH BLOG INSTAGRAM FACEBOOK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi horrível mesmo, mas graças a Deus e esse óleo aí isso já acabou. Não está totalmente recuperado porque o cabelo ainda não atingiu o crescimento total mas de aspecto poxa é muito visível. Bjs

      Excluir
  7. adorei o teu blog! ganhaste uma nova seguidora!
    passa no meu e diz o que achas!
    beijinhos
    http://eyeelement.blogspot.pt

    ResponderExcluir



Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *